Antes das Cinco Cult - filmes, seriados, músicas, turismo e muita diversão!
Menu

Oi oi 🙂

Minha meta para esse ano é ler 52 livros (um por semana). Acontece que na correria do dia-a-dia, não consigo resenhar todos eles, então vou fazer uma lista dos livros que li até agora com suas respectivas notas. Pretendo resenhar alguns por aqui, se tiver algum livro em especial que vocês queiram ver a minha opinião, basta deixar nos comentários.

  1. O milagre da manhã ♥♥♥♥ (resenha)
  2. A mágica da arrumação ♥♥ (resenha)
  3. Whole30 ♥♥♥♥♥(resenha)
  4. To de cacho ♥♥♥♥♥ (resenha)
  5. Um caso perdido ♥♥♥♥ (resenha)
  6. O livro das finanças ♥♥♥♥♥ (resenha)
  7. A chama dentro de nós ♥♥♥♥♥ (resenha)
  8. Sem esperança ♥♥♥♥♥
  9. Finding Cinderella ♥
  10. O ano em que disse sim ♥♥♥
  11. Métrica ♥♥
  12. Pausa ♥♥
  13. Essa garota ♥♥
  14. Roomhate ♥
  15. O jogo  ♥♥♥♥♥ (resenha)
  16. A voz do arqueiro ♥♥♥
  17. A química que há entre nós  ♥♥♥♥♥ (resenha)
  18. Novembro 9 ♥♥♥
  19. Mentira Perfeita  ♥♥♥♥ (resenha)
  20. Procura-se um marido ♥♥♥♥♥
  21. A fera ♥♥♥♥
  22. Princesa de papel ♥♥
  23. Broken Prince ♥♥♥♥♥
  24. Twisted Palace ♥♥♥♥

Estou duas semanas adiantada (yaaay!) E ai, curtiram? Querem saber de algum título em especial? Deixa nos comentários.

Beijos e até a próxima!

Viciada em Grey’s Anatomy? Eu mesma. Mas não estou aqui hoje para falar sobre esse seriado supimpa… Vim falar sobre uma rotina libertadora e divertida, só que para isso acontecer, preciso falar só um tiquinho sobre Grey’s Anatomy. Seguinte, no seriado tem três mulheres maravilhosas e empoderadas (na verdade tem um monte, mas hoje em especial quero falar dessas três: Meredith, Cristina e Callie). Cada uma delas tem sua particularidade, mas tem uma coisa incrível que elas fazem não necessariamente juntas: dançar.

 

Isso é um GIF e eu não sei explicar pq ele não mexe, mas se você clicar nele, a mágica acontece. Por favor, clique.

 

Não é uma dança elaborada, coreografada, nem nada… Funciona assim, sempre que elas estão muito felizes, ou muito tristes, ou muito tensas ou muito preocupadas, enfim… Elas ligam o som em qualquer música e dançam de qualquer jeito e essas cenas são deliciosas!

Bem, eu andei experimentando. O Douglas sai bem antes de mim e eu fico sozinha, dai eu coloco o que eu chamo de método Callie Torres em ação: danço que nem louca, sozinha, só de calcinha (essa parte faz muita diferença!) aqui em casa. Melhor terapia. Juro. Nunca fui muuuito de balada, mas gosto de ir. No começo me diverto, mas depois me sinto acanhada. Aqui em casa, eu remexo minha bunda de qualquer jeito e fica tudo certo. Você vai começar amanhã mesmo e se não tiver sua seleção de músicas, deixo a minha disponível aqui:

 

 

Me conta depois?

tags:

ATENÇÃO: Estou repostando o livro Vinho de Cereja com algumas alterações (inclusive no título), não deixe de dar sua opinião nos comentários!

Como Você Se Sentiria?

Por Luma Nunes

Capítulo Um
O Grande Começo

O céu cinza é a comprovação final de que as férias acabaram. Eu costumava amar quando o dia amanhecia fechado, meu pai me mandava calçar botas e andávamos quilômetros e mais quilômetros, ele fotografando pássaros e eu olhando tudo bem de pertinho. Quando nos mudamos para a cidade, há dois anos, desenvolvi um amor maior pelos dias ensolarados, talvez porque eles sejam raros por aqui. Dias nublados no campo são para contemplação, na cidade só servem para dar preguiça de se levantar antes de enfrentar o dia.

Em Green Park o clima não segue as estações como no resto dos Estados Unidos, essa cidade espremida entre New York City e Connecticut é esquecida até mesmo pelos meteorologistas. Juro que na previsão do jornal de ontem à noite, a garota do tempo prometeu um dia ensolarado para a região. Bem, não é a primeira vez que ela erra feio.

Me afasto da janela e vou até o banheiro onde deixo minha calça de moletom embolada no canto e me espremo em um jeans justo demais.  Na pia, o presente que minha mãe me deu de natal continua intocado. Suspiro e abro a bolsinha holográfica cheia com os últimos lançamentos de uma famosa marca de maquiagens. Leio alguns rótulos antes de jogar tudo de volta na bolsinha. Minha mãe não me conhece, mas age como se conhecesse, ela me presenteia com tudo o que me sugere comprar e eu nego. Ela só está tentando se conectar comigo, imagino que deve ser horrível ter uma única filha que não corresponde com suas expectativas. Resgato o rímel da bolsinha e o posiciono em meus cílios, lacrimejando bastante no processo, pois lembro que no final de semana fomos ao cinema por sugestão minha e ela não reclamou de nada, nem quando escolhi um cult francês – que eu sei que ela acabou não entendendo nada, nem quando jantamos em uma hamburgueria, quando ela preferiria uma salada.

A relação com minha mãe é tranquila, mas cheia de concessões, tentamos ao máximo ter coisas em comum, mas parece que quanto mais tentamos, mas estranho fica e o fato de eu ser a cópia fiel do meu pai, não ajuda em nada.

Enrolo meu cachecol no pescoço e desço as escadas para encontrar os dois na cozinha.

– Bom dia! Como estou? – brinco fazendo uma pose exagerada em frente à mesa.

– Espetacular, Giovana! – meu pai diz baixando o jornal com um sorriso orgulhoso.

Minha mãe coloca a cesta de pães na mesa e me beija em ambas as bochechas.

– Que tal um batom? – sugere.

– Rímel – explico apontando meus olhos.

Ela faz uma careta, mas tenho quase certeza de que pensa que é um sorriso.

– Ei pai, mandei uma mensagem para o Joe e ele disse que posso buscar a moto hoje à tarde. Pode pegar pra mim?

– Pelo amor de Deus, Joseph – minha mãe reclama enquanto serve um copo de suco de laranja pra mim.

Meu pai lhe dá um olhar reprovador antes de se virar para mim, concordando.

– Eu posso ter pelo menos a esperança de que o Matt vem buscá-la hoje ou…

O som estridente de uma buzina corta a fala da minha mãe.

– É a Bea – digo aliviada por minha amiga me poupar do que deveria ser uma longa e repetitiva conversa. – Vejo vocês mais tarde, tá?

Corro até a porta, mas sou parada pelo meu pai antes de tocar na maçaneta.

– Baby girl, eu vou buscar sua moto, mas quero que me prometa que será cuidadosa. Lori está uma fera comigo e provavelmente não vamos dividir a cama hoje.

– Uooou. Muita informação – digo olhando para seu rosto jovial. – E é muito bom saber que você genuinamente se preocupa comigo e que isso não tem nada a ver como você… e a mamãe… fazendo… coisas?

Ele gargalha.

– É claro que me importo, afinal de contas você é a minha filha favorita.

Reviro os olhos.

– Eu sou filha única.

Ele dá os ombros.

– É a minha melhor amiga também.

– Pai… – vou até ele e o abraço. – Eu também te amo e prometo que serei cuidadosa.

Meu pai estuda meu rosto. Nossa semelhança vai além da personalidade, temos os mesmos olhos castanhos e os cabelos deles hoje estão cinzas, mas já foram castanhos como os meus.

– Dá um tempo pra sua mãe, OK? Ainda é difícil pra ela ver a filhinha saindo do ninho.

– Eu tenho dezoito anos, pai e já faz dois anos que estamos na cidade. Eu não sou mais aquela garotinha que foi educada em casa.

Bea buzina de novo.

– Preciso ir, alguém está apressada hoje – digo finalmente virando a maçaneta. – Pai? La cocina de tu nona… É o restaurante favorito da mamãe. Ela perdoaria qualquer coisa – abro um sorriso e dou uma piscadinha antes de sair de casa.

Atravesso o jardim enrolando ainda mais o cachecol o pescoço e franzindo o nariz reprovando esse maldito tempo.

– Obrigada Deus, pelo aquecedor do seu carro – digo assim que bato a porta – e bom dia!

– Ei! – Bea me cumprimenta arrumando o retrovisor que ela havia ajustado para passar batom.

– O que há de errado com esse tempo? Aposto que minhas bochechas estão vermelhas – continuo resmungando.

– Uau, alguém está de mau humor! Sim, suas bochechas estão vermelhas de um jeito muito fofo e combinável com suas sardas – ela diz dando partida no carro, invadindo um pouco a calçada ao sair. – Deus, devia ser proibido ser tão adorável assim. Ei, olha só isso – ela diz se inclinando para pegar um papel amassado debaixo do banco.

Tento alisá-lo um pouco, mas continua tão cheio de vincos quanto antes. Leio o anúncio de um duplex, próximo ao campus com dois quartos e preço acessível.

Bea é minha melhor amiga da vida, ela morava há alguns quilômetros do chalé dos meus pais e desde pequenas falávamos que ela ia ser cantora e eu médica e que moraríamos na mesma casa com nossos maridos gêmeos.

Alguns desses planos não vão se concretizar, ela estuda jornalismo e eu publicidade e ainda não encontramos gêmeos que nos queiram – exceto Kevin e Nick quanto tínhamos treze anos e descobrimos que namorar gêmeos não era uma ideia tão boa assim. Mas morar juntas? Isso com certeza podemos fazer.

– Parece bom – digo enfiando o papel dentro da mochila.

– Ótimo. Combinei de ir dar uma olhada depois da aula.

Antes de seguir para o campus, Bea estaciona no Café Magnólia, desço do carro e no momento em que passo pelas portas de vidro, sinto o calor agradável que vem de dentro. Costumo vir aqui às segundas, quartas e sextas para estudar porque o calor, o cheiro e as conversas baixinhas ao redor fazem maravilhas para a minha concentração.

O lugar foi reformado a pouco tempo, de modo que o cheiro de tinta fresca se mistura ao aroma de café e pão assado. Verifico o relógio, estranhando o movimento sossegado e vejo que estou bem adiantada.

– Ei Romeo! – cumprimento meu atendente favorito que por acaso é o proprietário.

– Giovana! – ele diz limpando as mãos no avental. – Preciso dizer que aquele lugar ali – diz apontando para a mesinha do canto próximo a janela onde costumo me sentar. – Fica incrivelmente sem graça sem você sentada lá.

– Awn, senti saudade de vocês também. Cadê a Maggie?

Seu rosto se ilumina apenas com a menção do nome da namorada.

– Está folga. Grande dia hoje – ele responde animado.

Ergo a sobrancelha em busca de uma resposta.

– Estamos grávidos!

– Ai meu Deus, Romeo! – trocamos um abraço desajeitado por cima do balcão. – Parabéns!

Desde que entrei pela primeira vez no café, seis meses atrás, Romeo e Maggie tem sido como uma segunda família pra mim. Eles estavam tentando engravidar há dois anos sem sucesso e agora Romeo parece flutuar de felicidade.

– É incrível, não é? Eu vou ser pai! – ele diz com um sorriso tão grande que deve doer. – Mas vamos ao pedido, isso aqui está prestes a explodir. Dois expressos com caramelo e creme em dobro?

Ele mal fecha a boca e um grupo de estudantes entra sedentos por cafeína para começar o semestre.

– Isso mesmo! Você vai ser o pai mais sexy do mundo falando essas coisas – brinco.

– Não é? – ele diz de costas para mim, preparando meu pedido.

Romeu coloca os copos na bancada enquanto agilizo o pagamento e se adianta para atender o resto da demanda.

Atravesso o estacionamento, o vento gelado me causando arrepios e me fazendo andar mais rápido do que seria humanamente possível. Entrego o copo de Bea e seguro o meu com as duas mãos na tentativa de aquecê-las

– Olha pra mim – Bea pede. – Seu rímel borrou.

Porcaria.

– Sem problemas, arrumo no banheiro do campus.

Ler texto completo

Estava trabalhando um dia, quando meus ouvidos captaram os sons maravilhosos de Hozier. O cantor irlandês que rapidamente ocupou o primeiro lugar na minha lista de artistas favoritos da vida, tem vinte e seis anos e já possui vários prêmios graças as suas canções melancólicas e até mesmo torturadas… O engraçado é que eu acho mesmo que já ouvi Hozier só não sei aonde, mas anyway… Selecionei minhas cinco músicas favoritas <3

Minha igreja não oferece absolvição

Ela me diz ” adore no quarto”

O único paraíso para onde serei enviado

É quando eu estiver a sós com você

Vamos roubar seu carro

Ser detetives

Dirigir por aí procurando pistas

Vamos chamar nossos filhos de Jackie e Wilson

Criá-los no Rhythm & Blues

Tudo seria mais fácil se houvesse um caminho certo?

Querida, não há um caminho certo

As palavras e olhos dela são tão frios

Ah, mas ela queima

Como rum no fogo

Quente, rápida e nervosa

O quanto puder ser

Percorro meus dias sobre um fio

Garotos trabalhando no vazio

É esse o melhor jeito de enfrentar o calor sufocante?

Eu só penso na minha amada

Estou tão cheio de amor, que nem consigo comer

Não há algo mais doce do que minha amada

Nem ao menos quis o fruto da cerejeira

Pois minha amada é tão doce quanto se pode ser

Ela me dá dor nos dentes só de me beijar

Só coloca o fone e me agradeça depois 😀

tags:

Oi gente! Tudo bom? Esses dias estava conversando com uma amiga de longa data e ela me surpreende dizendo que nunca tinha esquecido um filme que eu havia indicado para ela. Eu nem lembrava mais dessa história, mas foi bom porque comecei refletir que toda vez que alguém me pede pra indicar filme, tirando o fato de eu tentar indicar algo próximo ao gosto da pessoa, eu fico procurando filmes  que me façam sentir adulta e inteligente e acabo mascarando o que eu gosto de verdade. Não que eu não goste de filmes mais sérios, porque eu gosto! Mas é que eu não sou fã de cult 100% do tempo… Por isso, lá vai minha indicação de 5 filmes que eu gosto, dessa vez sem medo de ser julgada.

Infidelidade (2002) 

Drama, Suspense

♥ Por que eu amo? A Diane Lane tá muito linda e sexy nesse filme e fora que eu acho uma das melhores interpretações da atriz que dá vida a Connie, uma dona de casa casada há 11 anos, que se envolve com o charmoso livreiro francês Paul Martel (Oliver Matinez – olha ai outro bom motivo para amar). Quando seu marido Edward (Richard Gere) desconfia, as coisas podem se descontrolar.

♥ Cena que me arrepia: A primeira vez de Connie com Paul. A interpretação do casal é de arrepiar, pela verdade e tensão que passa.

♥ Mais motivos para amar: O filme se passa em NY . O  ar de mistério, quase bucólico, é sensual e te deixam grudados na tela, assim como o vislumbre da tradicional família norte-americana que te faz sentir dentro do filme mesmo.

 

 De Repente É Amor (2005)

Comédia, Romance

♥ Por que eu amo? A trilha sonora é incrível e ver como os personagens evoluem dentro da música é muito especial. Gostei de amadurecer com Oliver e Emily durante os seis anos que eles se topam por ai. A química entre Ashton Kutcher e Amanda Peet é sensacional.

♥ Cena que me arrepia: Quando, ao som de Love is Brighter Than Sushine, eles posam para uma fotografia nus. Fotografia, trilha sonora… tudo mágico.

♥ Mais motivos para amar: Os personagens evoluem bastante, mostrando seus sucessos e fracassos e como ser adulto às vezes é complicado e que nem sempre o amor é algo simples ou fácil de ser alcançado.

 

O Melhor Amigo da Noiva (2008)

Comédia, Romance

♥ Por que eu amo? Quando sua melhor amiga dá a notícia de que subirá no altar, Tom percebe que está apaixonado por ela e decide lutar por esse amor. Simplesmente amo a química entre os atores Patrick Dempsey e Michelle Monaghan. O cenário do filme e a amizade deles são muito amorzinho!

♥ Cena que me arrepia: O primeiro beijo de Hannah e Tom na despedida de solteira dela. É o beijo mais lindo, delicioso e apaixonado do cinema rs

♥ Mais motivos para amar: Um conto de fadas moderno tem que se passar em um lugar mágico. O Melhor Amigo da Noiva se passa em dois: NYC e Irlanda ♥

 

V de Vingança (2005)

Thriller, Ação

♥ Por que eu amo? Eu devia ter uns 13 anos quando assisti, desde então devo ter assistido mais umas 456 vezes e não sei porque gostei tanto. Na primeira vez que eu vi, tenho certeza de quem nem entendi direito o que estava acontecendo ali, mas por algum motivo esse filme explodiu na minha cabeça.

♥ Cena que me arrepia: Quando a Evey lê a carta da Valerie.

♥ Mais motivos para amar: Um elenco fantástico, Londres e o povo lutando bravamente contra o sistema.

 

Lembranças (2010)

♥ Por que eu amo? Primeiramente, por motivos de Robert Pattinson. Um filme lindo, sensível e cheio de referencias bacanas.

♥ Cena que me arrepia: Esse filme INTEIRO me arrepia. Impossível escolher só uma cena.

♥ Mais motivos para amar: “A vida é feita de momentos.”

 

Ain gente, e ai!? O que vocês acharam? Eu amo filmes e vou ficar muito feliz se você deixar a sua sugestão aqui nos comentários! Beijos!

papelaria fina

Então! Trabalhar em papelaria não é fácil porque eu fico doida pra comprar tudo! E dessa vez não pude me segurar. É que chegaram os produtos de papelaria fina lá na loja e eu não resisti. Ah! Eu não estou ganhando uma bala para fazer esse post, gente! Estou mostrando porque eu amei de verdade e queria que vocês sentissem uma invejinha branca dessas belezinhas! Brinks…

papelaria fina

Há uns meses rolou em São Paulo uma feira de presentes e papelaria, eu não pude ir, mas meu chefe foi e me mandou um monte de fotos pra eu ficar morrendo por dentro rs. Mas ele me compensou. Sabendo a louca por cadernetas que sou, ele me trouxe essa pequenina (perdoado, chefinho). Eu amei. Cabe na bolsa, vem com o index e as páginas já numeradas (sonho!). Além de vir com o elástico que o mantem fechado direitinho, ainda vem com esses autoadesivos fofos:

papelaria fina

Estou usando como agendinha resumida, sabe? Onde anoto as coisas que preciso fazer…

Dai, foi a vez de chegar os outros produtos na loja mesmo. Eu quase morri! São fichários, cadernos, cadernetas, tudo muito bem feito e lindos de viver.

papelaria fina

Eu acabei escolhendo esse fichário. Ele estava lacrado e quando abri, gente… O cheirinho que saiu foi muito gostoso. Adorei as folhas amareladas e as divisórias fofas, e tem um sisteminha de fechamento por imã muito efetivo. Contém 190 folhas, 10 divisórias e notinhas adesivas fofas. Estou usando com registro de livros e resenhas e quando as folhas chegarem ao fim, dá pra comprar o refil e eu planejo encadernar as usadas.

papelaria fina

Comprei também esse caderno com a mesma estampa do fichário. Ele é mais barato e contém 90 folhas idênticas as do fichário e vem com as notinhas adesivas também. Estou usando como caderno de organização.

Não resisti e acabei comprado essas notas adesivas em formato de fósforo e picolé <3 Muito amor, né?

page

Mas quero saber se vocês gostam de artigos de papelaria igual eu! Quais são as coisas que vocês mais compram?

op1

Gente estou tão orgulhosa, fui ao cinema assistir Operações Especiais filme que teve cenas gravadas em minha apaixonante cidade, Palmas 😀

O filme gira em torno da Francis, personagem da Cléo Pires, que por conta de uma desilusão amorosa resolve prestar concurso para a polícia civil acreditando que sua atuação não passará de serviço burocrático. Porém para sua surpresa é convocada para participar de uma operação em uma cidade do interior com problemas de criminalidade.

Ela então precisa superar seus limites para provar o seu valor. O grupo formado por policiais honestos são aclamados pela opinião pública. Mas em pouco tempo a aplicação do rigor da lei começa a incomodar a todos e o verdadeiro inimigo se revela.

op2

A cidade apresentada no filme como São Judas do Livramento é fictícia. O filme recebeu R$ 1 milhão da Prefeitura de Palmas para mostrar os cartões postais da cidade e ficou lindo!

Em destaque aparece a vista deslumbrante da cidade pela  Ponte Fernando Henrique Cardoso, o Palácio Araguaia e o Espaço Cultural José Gomes Sobrinho.  Todas as cenas filmadas na cidade tiveram participação de atores tocantinenses.

op3

Filme é estrelado por Cléo Pires, Fabrício Boliveira, Fabíola Nascimento, Marcos Caruso, Thiago Martins e Antônio Tabet.

Gostei muito do filme que além do cenário traz discursões sobre corrupção na polícia, na política e principalmente na sociedade, o machismo e preconceito a toda hora lançados contra a personagem da Cléo, já que ela é a única mulher escalada para a missão tornando seu período de adaptação dentro da instituição uma sucessiva luta para ser aceita, a dura realidade da violência e a temeridade que os policiais enfrentam ao colocar sua vida em risco a cada incumbência.

op6

Neste ponto, Pires conseguiu transmitir toda a adrenalina, medo e tensão que sua missão oferece.  As cenas de ação e perseguição são muito boas. A atuação de Marcos Caruso como o delegado linha dura Paulo Froes também foi um ponto positivo para o filme, suas tiradas são sarcásticas.

Ao meu ver o pecado foi na velocidade da história, tudo acontece muito rápido, sem profundidade nem explicações. O começo do filme serve para contextualizar a escolha da personagem principal em entrar na polícia, o pano de fundo dessa história é a para sempre explorada invasão do morro do Alemão no Rio de Janeiro onde muitos traficantes fugiram para zonas periféricas.

O envolvimento da Francis com o Décio (Fabrício Boliveira) só serviu para uma desnecessária cena da Cléo na cama com uma arma. Assim como o relacionamento dela com a mãe que de tão pouco explorado poderia de ficado de fora.

Em resumo, indico o filme para quem quer ver excelentes cenas de ação, boa narrativa e uma heroína que foge dos padrões convencionais.

Assista o trailer:

Tudo Sobre O Filme

Estreia: 15/10/2015

Gênero: Ação, Crime, Drama

Duração: 116 min.

Origem: Brasil

Direção: Tomás Portella

Classificação: 14 anos

s1

Olá pessoal esse post é sobre minha última aventura no mundo das séries. Vamos falar de Sense8:

Sense8 não é uma série fácil e não é para qualquer um, mais que uma ficção científica a série é sobre pessoas e seus conflitos, amores e desilusões regadas com ação, cenas de sexo e nus frontais \o/. Apenas para maiores de 18!

Dirigida pelos irmãos Andy e Lana Wachowski, responsáveis pela trilogia de Matrix – amo! e J. Michael Straczynski (Babylon 5), Sense8 conta a história de oito pessoas espalhadas pelo mundo que passam a compartilhar sua consciência, sensações, sentimentos, conhecimento e habilidades, eventualmente aparecendo umas para as outras, mesmo morando em lugares bem distantes.

s3

Os oito são:

1.    Capheus Van Dame (Aml Ameen) um cara com um profundo senso de honestidade, que dirige sua van para conseguir dinheiro e tratar a mãe com AIDS em Nairóbi;

2.    Kala Dandekar (Tina Desai) uma farmacêutica de Mumbai que tem um noivo arranjado, a quem ela não ama de verdade. Ela nos apresenta a Índia religiosa;

s8

Sun

3.    Sun Bak (Doona Bae) economista carateca, filha de um poderoso empresário de Seul, ela não tem reconhecimento do pai pelo fato de ser mulher – minha personagem favorita;

4.    Will Gorski (Brian J. Smith) um policial de Chicago assombrado por um assassinato não solucionado;

s8

Wolfgang

5.    Wolfgang Bogdanow (Max Riemelt) um alemão que cresceu à sombra de um pai criminoso e por esse e outros motivos, tornara-se uma cópia;

6.    Riley Blue (Tuppence Middleton) uma DJ com um passado totalmente conturbado que a fez fugir da Islândia para Londres;

s8

Nomi

7.    Nomi Marks (Jamie Clayton) uma hacker transexual lésbica engajada na defesa da expressão gay em São Francisco.

8.    Lito Rodriguez (Miguel Ángel Silvestre) galã mexicano de filmes de ação com dificuldades de sair do armário, divertido e passional;

A trama tecida com esses personagens é densa, abordando temas como a intolerância religiosa, machismo e homofobia. A história começa com a visão do suicídio de uma mulher chamada Angélica, a partir daí eles descobrem estar mentalmente ligados uns aos outros. O relacionamento entre eles se torna íntimo e muito intenso.

s8

Kala e Wolfgang

Will é o primeiro a entender como tudo isso funciona, em uma sequência, digna de Matrix, ele desvenda algumas de suas habilidades como sensate. Ele se apaixona por Riley desde o primeiro contato com ela, o amor deles é puro e romântico, eles se apoiam e são lindos juntos. Riley tem um passado triste que é decifrado ao longo dos episódios, o relacionamento com o pai dela é de uma delicadeza surpreendente.

Kala é muito doce e religiosa, sua maior afinidade é com Wolfgang (♥). No dia de seu casamento ela o vê nu e desmaia, desde então ela o vê como “um demônio pervertido e perigoso que parece nunca estar vestido” (e ainda por cima com um sorriso lindo). A atração entre eles é de tirar o fôlego. Wolf é o típico bom moço que a vida acabou transformando em mau. Mas por baixo da falta de caráter conseguimos ver um cara sensível e leal.

s8

Sun e Capheus

Sun é desprezada pelo pai, que prefere o irmão por ser homem, ela revela um mundo tradicionalmente sexista. A força feminina da série está com ela, mestre em artes marciais, acaba sendo bastante útil principalmente para Capheus, queniano que vive em situação de extrema pobreza, mas que conserva o bom humor acima das adversidades, um personagem muito humano e poético.

Vivendo de aparências, Lito usa mulheres para esconder sua verdadeira orientação sexual do grande público. Assim como Nomi, ele retrata o preconceito vivido pelos homossexuais.

Nomi e Lito se encontram no Museu de Diego Rivera:

“…a violência deles foi mesquinha e ignorante, mas, no fim das contas, combinava com quem eles eram. A verdadeira violência, a violência que eu percebi ser imperdoável, é a violência que fazemos com nós mesmos quando temos medo de ser quem realmente somos.”

 Sense8-1x09

Filmada em locações em cada um dos países de origem de seus personagens – cenário e fotografia magníficos – a série tem pontos extras pela trilha sonora e me ganhou com seus diálogos, há muita poesia e os personagens secundários são tão bem construídos quanto os principais.

s8

A primeira temporada tem 12 episódios de 50min e está disponível na Netflix. A segunda temporada foi renovada para 2016 -> Estou sofrendo com isso.

Tá muito bem indicada! Corre pra ver!

“Meus amigos são todos assim: metade loucura, outra metade santidade. Escolho-os não pela pele, mas pela pupila, que tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante. Escolho meus amigos pela cara lavada e pela alma exposta. Não quero só o ombro ou o colo, quero também sua maior alegria. Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto. Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade. Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos. Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça. Não quero amigos adultos, nem chatos. Quero-os metade infância e outra metade velhice. Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto, e velhos, para que nunca tenham pressa. Tenho amigos para saber quem eu sou, pois vendo-os loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que a normalidade é uma ilusão imbecil e estéril”

Fernando Pessoa

BOSQUE 02

BOSQUE03

BOSQUE01

IMG_1093

Olá pessoal!

A Luminha comprou uma câmera nova e queria tirar umas fotos para se familiarizar com ela. Chamei algumas amigas de infância para fazer esse ensaio. O resultado não poderia ser melhor: uma tarde cheia de diversão e nostalgia.

 

MURO 01

MURO 02

MURO 03

Todas as fotos foram tiradas em pontos da nossa cidade: Palmas.

 

PRAIA 01 (1)

 

IMG_1195PRAIA 01 (3)

Nos divertimos, rimos e matamos um pouquinho da saudade <3 Já quero repetir a dose!

 

TRAILER 01

TRAILER 02

TRAILER 03

 

IMG_1054

 

Lindas, não?

Vocês gostaram? Então inspire-se e ligue já para suas amigas! <3

Até a próxima!

Playlist

 

Oi gente!

Estou de mudança! Quem já mudou, sabe que organizar uma mudança é: descobrir coisas que estavam guardadas a séculos, desapegar e… ficar cansada! hahaha Para me dar uma animadinha, montei uma playlist, confira as minhas favoritas:

 

Bitch I’m Madonna – Madonna ft. Nicki Minaj

 

Bitch Better Have My Money – Rihanna

 

Worth it – Fifth Harmony ft. Kid Ink

 

Anaconda – Nicki Minaj

 

This Is How We Do – Katy Perry

 

Me indiquem músicas animadinhas para eu concluir minha mudança com exito! <3

 


@blogantesdascinco