Somente Sua
03.12.2014

Post 7

Depois de meses de demora finalmente saiu o quarto livro da série Crossfire. Eu que terminei o último livro com aquela sensação de vácuo eterno, me surpreendi positivamente com Somente Sua.

A Sylvia Day conseguiu salvar a série com esse volume que intercalou capítulos com a visão de Gideon e Eva. Adorei esse recurso, pois estava meio a cegas em relação aos pensamentos do garotão.

Post 8

Lembra que eu andava com o pé atras em relação ao desenvolvimento dos personagens? Mais uma surpresa agradável! Adorei ver a Eva tomando atitude e firmando o pé, gostei mais ainda de ver que o Gideon é atingível e amei principalmente o esforço para humanizar esse personagem. Acho que é um dos personagens que mais se desenvolveram em uma série que já li.

O ponto baixo está por conta de os problemas que não param de chegar, acho que estava na hora de novos conflitos, até apareceu um novo, mas só pra somar aos outros e eu fiquei cansada. Corine, Anne, Deena, Landon… Problemas que não tem fim. O quinto livro da série promete um desfecho bem bacana, mas eu esperava que a essa altura do campeonato alguns conflitos já estivessem resolvidos, o que está me desanimando, pois tem tudo para ser um final corrido.

Indicadíssimo <3

Krav Maga – O hobbie favorito de Eva Tramell
02.12.2014

Oi gente!

Quando comecei ler a série Crossfire, logo algo me chamou atenção: o Krav Maga. Pesquisei algumas coisas no Google, mas não me contentei. Descobri um centro de treinamento filiado a Federação Sul Americana de Krav Maga aqui na minha cidade, onde tive a sorte de assistir uma palestra do Mestre Kobi – a maior autoridade do Krav Maga na America Latina.

Entrei em contato com o Fernando Cordeiro – o instrutor – que foi super simpático comigo e então me convidou para a palestra. Cheguei alguns minutos antes de começar e presenciei os minutos finais de uma aula de tirar o fôlego! Totalmente compreensível o  por quê da Eva sempre chegar em casa exausta depois do treino.

A turma é predominadamente masculina, porém as garotas não ficam para trás.

10517454_357634244396283_8642348726167046310_n

Foto retirada da Fan Page: https://www.facebook.com/KravMagaUberlandia [demonstração com Mestre Kobi]

Depois da palestra eu conheci a Lívia, uma garota de 18 anos que conheceu o Krav Maga há nove meses e começou praticar com a mãe. Ela disse que depois que começou treinar, sua concentração melhorou bastante e que agora não fica de bobeira na rua, tem uma visibilidade bem maior ao que acontece ao seu redor, além do fato de o seu preparo físico ter melhorado bastante e ela se sentir mais confiante.

Parece fazer maravilhas com o corpo e a mente, não é mesmo?

Descobri que o Krav Maga significa combate de contato e foi criado por Imi Lichtenfeld nos anos 40  e em 1990 foi trazido para o Brasil através do Mestre Kobi.

Desenvolvido em Israel, sua técnicas tem uma motivação muito legal que é auto defesa a partir da neutralização de ameaças. Uma fala muito legal que o Mestre Kobi frisou é que a técnica usada é a humanista e serve para criar seres humanos de bem e não animais violentos.

944580_180465062113203_1501501106_n

A academia que fui para fazer essa matéria é o primeiro e único Centro de Krav Maga de Uberlândia e região, com toda estrutura exclusiva para o treino desta defesa pessoal israelense! Filiados à Federação Sul Americana de Krav Maga, sob supervisão direta do Mestre Kobi Lichtenstein, discípulo direto do criador do Krav Maga, Imi Lichtenfeld.

® Krav Maga é uma marca registrada e só pode ser usada sob licença da Federação Sul Americana de Krav Maga (FSAKM).

Saiba mais:

https://www.facebook.com/KravMagaUberlandia

www.kravmaga.com.br

Profundamente Sua
24.11.2014

Olá pessoal!

Bem, eu já tinha explicado lá na fan page que ia me abster das atividades do blog em respeito ao luto de grandes amigos, e como estou longe, foi a forma que encontrei de prestar minhas homenagens. Mas a partir de hoje, voltaremos com a programação normal, porém os posts dessa semana vão sair um pouquinho mais tarde até eu consegui me reorganizar.

 

10801897_1498796847048292_6019227925110688473_n

Então pessoal, voltando a falar da série Crossfire, Profundamente Sua começa exatamente onde parou Toda Sua, com outra descrição fabulosa de New York <3 .

E a encarnação de toda essa vibração, ambição irrefreável e sede de poder em escala global havia acabado de me proporcionar dois orgasmos incríveis.

O clima entre o garotão e Eva não está dos melhores. Ciúmes e desconfiança que já eram marca dos dois, agora estão mais intensos que nunca. Principalmente agora que Corinne – a tal ex noiva anda rondando.

Nesse livro, passamos a conhecer mais sobre o Gideon e sobre o misterioso doutor Terrence Lucas. Fiquei bastante chocada.

Gostei muito da leitura, pois senti um friozinho muito gostoso na barriga, porém… Deu vontade de matar o tal do Gideon. Ele podia ter explicado as coisas, ao invés de nos deixar tão ansiosas e a Eva deveria parar de ceder aos caprichos desse danado!

Mas o final foi surpreendente! Fiquei impressionada.

A leitura flui bem melhor do que a do livro um e as cenas de sexo foram beeeeeeeeeeem mais ardentes!

Recomendado!

Estou preparando uma surpresinha pra voê que é fã da série! Beijocas e até a próxima!

Toda Sua
20.11.2014

ATENÇÃO! Crianças, definitivamente nada de interessante pra vocês aqui!

~ +18~

DSCN1733

 

Olá Brasil! Tô terrível, eu sei rs…

Essa semana nossos corações foram tomados pela curiosidade de ler o novo volume da série CrossfireSomente Sua, então pode ser um bom momento, ou não, para destrinchar os livros anteriores.

 

“É possível que duas vítimas de abuso tenham uma relação romântica saudável?”

 

Em uma era em que os livros eróticos eram novidade, pelo menos pra mim, me deparo com Toda Sua logo após ler 50 Tons de Cinza

Gente, lembro de ter ficado indignada com a semelhança entre os dois livros, mas logo nas primeiras páginas começou a mexer comigo quando deu uma descrição encantadora de New York.

A estória foi tomando personalidade LENTAMENTE. De primeira, percebemos que Eva tem problemas sérios e no lugar dela eu também me sentiria sufocada com tanta superproteção.

 

“Meu amiguinho e eu temos uma relação bem clara – quando a brincadeira acaba, sabemos exatamente quem foi usado, e esse alguém nunca sou eu. Boa noite, Gideon.”

 

Uma personagem desequilibrada que se desenvolveu de maneira confusa, porém totalmente compreensiva, já que a escritora fez questão de deixar bem claro todas as suas neuras.Na minha opinião, apesar de Eva fugir do esteriótipo de mocinha inocente, foi uma personagem muito carregada. Minha cabeça ficou meio cheia depois da leitura.

DSCN1730

 

Ele não era apenas lindo, era… fascinante. O tipo de cara que faz uma mulher querer abrir sua camisa em um único puxão e ver os botões irem abaixo junto com as inibições.

 

Já o Gideon me irritou muito no começo do livro, não tive nenhum interesse por ele e em algumas circunstâncias sua abordagem me causou certo asco, porém é um personagem que se desenvolveu bem melhor que a Eva e no final até bati palmas por ele suportar ela. E arrisco dizer que ele é bem mais carismático que o Christian. Odeio ter que fazer essas comparações, mas é porque a Sylvia Day tava pedindo.

 

“Dã. Você é lindo, gostoso e muito bem dotado.”
“Fico feliz com sua aprovação. Também sou podre de rico.

 

Apesar de perceber o crescimento do Gideon, ele ainda precisa aprender deixar de ser mala – sim! Super controlador e protetor e eu diria até meio cara de pau, essa mania de achar que tudo se resolve com sexo me deu preguiça.

Mas preciso concordar que esse livro é bastante *tosse* erótico. Fiquei um pouco assustada com essa voracidade – se é que vocês me entendem.
“Vá para casa, Gideon. Por favor.”
“Eu estou em casa.” Ele me agarrou por trás e enfiou o rosto nos meus cabelos ensopados. “Estou com você.”
DSCN1728

Gostei de descobrir vários assuntos como a doença do Gideon, a parassonia sexual atípica e o Krav Maga – arte marcial praticada pela Eva.

Não fique desanimado, pois uma das coisas que mais me prenderam a essa série foi ver o crescimento da escritora no decorrer dos livros <3

Até a próxima!

@lumanunesblog