Antes das Cinco Arquivo para GENTILEZA - Antes das Cinco
Menu

81LWEe0Gf0L._AA1500_-1

Na resenha anterior falei sobre o livro Extraordinário e disse que senti falta de um capítulo para os pais do Auggie, mas nem parei para pensar em um capítulo para o vilãozinho Julian.

Pois bem, o e-book saiu e eu fui comprar com a maior curiosidade. Confesso que por muitas vezes, esqueci que Julian é apenas uma criança e fiquei com muita raiva dele sem nem mesmo pensar em sua versão.

Luma

Ele é um garoto popular, filhinho de papai… Todos na escola querem ser amigos de Julian, mas nem todos tem esse privilégio.

Com a chegada de Auggie e toda a atenção – mesmo que não sendo pelos motivos certos – voltada para ele, Julian fica com ciúmes e faz coisas muito, muito erradas.

O problema é que no final de Extraordinário não se sabe ao certo que fim ele levou, só sabemos de sua mudança de escola e quase não sabemos mais sobre sua vida.

Acontece, que o garoto não passa de uma criança mimada pela mãe – essa sim, pode-se dizer que é uma vilã, mas não consegui enxergar tanta maldade assim – ela só é meio fora da casinha, sabe? e pelo pai banana… Aquele que não tem muita opinião própria.  Enfim, o que salva Julian e seu caráter é a avó maluquinha que conta uma estória linda sobre superação e bullying.

Sem título

Eu acabei entendendo o Julian e gostando bastante da estória. Me fez pensar nas tantas vezes que julgamos uma pessoa sem nem saber o que se passa com ela, mesmo que suas atitudes sejam ruins devemos parar para escutar ambos os lado. Vi que as pessoas se arrependem, embora pedir desculpas não seja algo fácil  a se fazer, nunca é tarde para voltar atrás. Outra coisa importante é que através do relato da avó do Julian notamos que o Bulliyng sempre existiu, só não havia um nome específico para isso.

 

Leitura mais que indicada!Até a próxima, pessoal!

 

Qual das duas capas você gosta mais?

 

Toda pessoa deveria ser aplaudida de pé pelo menos uma vez na vida, porque todos nós vencemos o mundo. –Auggie

O título faz jus ao livro: que leitura extraordinária! Virou um dos meus favoritos porque 1) ganhei de um casal de amigos lindos! 2) comecei ler quando estava meio brigada com uma das minhas melhores amigas.

No meio da tal ‘briga’ nós dissemos coisas horríveis uma para outra, fui me deitar magoada e comecei ler e ai apareceu o seguinte preceito:

Quando tiver que escolher entre estar certo e ser gentil, escolha ser gentil.

E depois disso a leitura fluiu tão bem e mudou tanto que é até difícil falar sobre.

A bela estória de AugustAuggiePullman, o garoto de dez anos que tem o rosto deformado por causa de uma combinação de anomalias genéticas é tão cheia de beleza que me emocionei em várias partes.

Auggie está se preparando para encarar a escola pela primeira vez. Tudo é novidade, porque ele sempre havia estudado em casa. Agora ele precisa lidar com os colegas novos e com Julian, o garoto que pratica Bullying contra ele.

Fiquei apaixonada pela diagramação!

O livro é dividido em oito partes: três delas contam a visão do Auggie e o que eu mais gostei é que na maior parte das vezes eu o imaginei como uma criança qualquer, não uma criança – deformada – que – já – passou – por – mais – cirurgias – do – que – um – adulto – qualquer. Um garoto comum, apaixonado por Star Wars e muito inteligente. Ele narra suas limitações, dificuldades e inocência (muito fofo!) e suas gentilezas.

Conhecemos também o ponto de vista da irmã mais velha Via – que virou uma das minhas personagens favoritas por ser muito humana; tem também a Summer, a coleguinha do Auggie no qual ele os referencia como a Bela e a Fera; Jack o melhor amigo do Auggie que é uma criança adorável, mas que em determinado momento pisa na bola; Justin, o namorado da Via e Miranda, melhor amiga da Via e a maior fã do Auggie.

Senti falta do ponto de vista dos pais dele, mas em todas as falas deles eu me apaixonei <3

Os personagens são tão cheios de verdades e tão humanos! Amei de verdade e fiquei imaginando como deve ter sido escrever essa estória que certamente tocou muitos corações.

b_facebook_extraordinario_01b

A boa notícia é que a editora Intrínseca lançou em setembro o livro 365 dias extraordinários, que é o livro de preceitos que o sr. Browne propõe no primeiro dia de aula e vem cheio de pensamentos bacanas. E lançou também O Capítulo do Julian  o menino que maltrata o August na escola, mas esse somente em ebook.

Eu amei todas as referências que o livro traz, realmente uma leitura e tanto!

Para mim, porém, sou apenas eu. Um garoto comum.

Mas se quiserem me dar uma medalha por ser eu mesmo, tudo bem. Aceito. Não destruí a Estrela da Mote, nem nada parecido, mas consegui passar pelo quinto ano. E isso não é fácil, mesmo que você não seja eu.

Ah, ficou tudo bem, entre eu e minha amiga!

Outra boa notícia

Extraordinário, best-seller premiado da autora americana R. J. Palacio, teve os direitos de adaptação para os cinemas adquirido pela Lionsgate. Ainda sem previsão de estreia, o filme está sendo produzido por David Hoberman e Todd Lieberman, a mesma dupla de O vencedor e Os Muppets. O roteiro, inspirado na história comovente de August Pullman, será escrito por Jack Thorne, premiado em 2012 com o Bafta pelas séries The Fades e This Is England ‘88.

Fonte: http://www.intrinseca.com.br/

Só pra matar um pouquinho da curiosidade, confira o Booktrailer:

tumblr_m4yjgtXNGY1rvv1aio1_500

Olá pessoal!

Resolvi escrever esse post inspirada no livro Extraordinário. Considero esse um assunto de muita importância.

Quando finalmente criei coragem para ter um blog, algumas pessoas me perguntaram: Por que só agora? Acho que nunca respondi, mas a resposta é: Porque me sinto segura.

Eu tinha vergonha e um pouco de medo da exposição que isso me traria, digo isso porque acompanho alguns blogs e fan pages e fico horrorizada com os comentários maldosos que leio – e quando a vítima rebate, o agressor tem a cara de pau de falar que essa geração tá cheia de frescurinha, afinal no seu tempo não era assim.

Aqui vai um recado, amigo: só o fato de você sentir necessidade de zoar, fazer um comentário maldoso ou qualquer outra coisa que não vai trazer nada de útil para a sua vida, já diz que você já sofreu sérios problemas de bullying e mascara isso com suas atitudes mesquinhas.

Diariamente eu leio coisas muito cruéis na internet e a minha forma de combater isso é elogiando a pessoa agredida, falando o quão maravilhosa ela é e que mesmo que eu não a conheça, deixo claro que ela é sim importante na minha vida e como eu a admiro.

19547-4f9e30d2d40f7-large

Criei  o blog não para mostrar minhas imperfeições, que são muitas, mas para levar algo de bom para as pessoas, quero falar sobre as coisas mais gosto. Se surgir um comentário desses por aqui, eu irei ficar chateada, mas serei mais forte que isso.

É isso, galera. Menos agressividade e mais gentileza! Se você é vítima ou conhece alguém que sofre bullying, não se cale. Peça ajuda e denuncie!

Quando tiver que escolher entre estar certo e ser gentil, escolha ser gentil.


@blogantesdascinco