Antes das Cinco Arquivo para NACIONAL - Antes das Cinco
Menu

Ouvi falar de O Sorriso Da Hiena porque um tempo atrás o livro explodiu, pra todo lugar que eu ia, ele estava: insta, face, youtube… A maioria das críticas para ele são ótimas e como eu já estou sob o encanto do Raphael Montes, fiquei bastante animada por ter outro brasileiro seguindo esse caminho e sendo bem-sucedido.

Fiquei bastante animada no começo com a cena chocante que me foi apresentada. David tinha apenas oito anos quando presenciou o assassinato brutal de seus pais, a mãe levou um tiro na cabeça e o pai teve a língua arrancada com um alicate. Vinte e quatro anos depois, David inicia sua própria missão com a ajuda do renomado e inquieto psicólogo William. Ele almeja descobrir o quão impactante foi para sua personalidade ter assistido a morte dos pais, por isso escolhe cinco crianças com diferentes tipos de vida para assistir os pais serem assassinados, assim como aconteceu com ele.

William leva um vida pacata, mas anda incomodado com o rumo que sua carreira está seguindo. Depois de ter publicado uma tese de doutorado sobre as possíveis consequências de acontecimentos traumáticos na vida de crianças que lhe rendeu reconhecimento na psicologia infantil, ele sente falta de ver como esse estudo funciona na prática. A proposta que aparece em seu e-mail o deixa inquieto, pois tratá-se de uma oportunidade para fazer um estudo que pode ajudar entender o desenvolvimento da maldade humana, de maneira significativa longe de hipóteses e teorias, com casos reais.

E atrás de tudo isso, um personagem muito interessante, o detetive com síndrome de Aspenger Arthur.

É possível justificar o mal quando há a intenção de fazer o bem?

Eu fiquei pensando se eu queria escrever essa resenha porque nossa, não sei! Todo mundo falou bem horrores e acontece que eu não concordei tanto assim, tipo achei que faltou umas coisas e olha que eu não sou muito de dar atenção para Ficção X Realidade que é a reclamação que mais vi sobre cenas que fugiram muito da realidade, a verdade é que o livro é legal porém superficial.

“A maioria das pessoas acha que aquele som é uma risada, mas os pesquisadores chegaram à conclusão de que hienas de menor posição hierárquica no grupo, hienas dominadas, hienas frustradas, emitiam mais alto esse som que parece uma “risada”. Às vezes damos a impressão de que gostamos de alguma coisa, quando na verdade só estamos com medo, com dor, com fome. Não tem nada de engraçado em ser um animal carniceiro que que alimenta do que sobrou dos mortos.”

O primeiro fato que me incomodou foi a total ausência de pudor do William. Alooou querido, por mais que você queira fazer seu trabalhinho lá bonitinho, você deveria levar em consideração que crianças estão ali sofrendo, nem de primeiro impulso o cara se atentou a isso, por mais que essa fosse a discussão principal do livro, achei que ele podia ter trabalhado mais no dilema…

O David é um personagem que, né? Senti falta de conhecer mais sobre o assassino, gente! O que a gente sabe sobre ele é basicamente isso: ele viu os mais serem assassinados, se considera um monstro e mata pais de crianças de oito anos… E por falar em crianças, queria tanto mais detalhes sobre elas, sobre a terapia e tudo mais 🙁

O detetive Arthur foi o que mais agradou (a amiga dele Bete também, mas ele aparece tão pouquinho que não vale a citação…) Porém, apesar de já ter convivido com um pessoa com síndrome de Aspenger, sempre acho difícil julgar se essas coisas são compatíveis com a realidade, mas o fato é que eu gostei, apesar de depois começar achar ele um personagem até demais, caricatinho, sabe?

“– O mal nada mais é do que um buraco que quer desesperadamente ser preenchido, detetive.”

Eu gostei do livro, porém acho que o escritor tinha um material muito bom que foi pouco explorado, entende? Se ele lançar outro trabalho, quero muito ler pois sinto que ele tem bastante potencial e criatividade.

Ficha do Livro

Título: O Sorriso da Hiena

Autor: Gustavo Ávila

Editora: Verus

Número de páginas: 266 páginas

Minha nota: ♥♥♥♥

IMG_4613

Oi gentes!

Semana passada, eu falei pra vocês sobre o livro Depois do Que Aconteceu e contei que apesar de o livro não ter superado minhas expectativas, eu estava querendo ler a continuação mesmo assim, pois teria o ponto de vida do Alex – ex da Isabel.

BANG! Antes Que Aconteça me conquistou já no comecinho, ai lá pro meio começou o mimimi da chata da Isabel e do chato do Daniel, mas graças a Deusa foi coisa rápida e voltou a ser ma-ra-vi-lho-so.

IMG_4612

Antes Que Aconteça é contada sob três pontos de vista: Alex (♥), Isabel (blargh!) e Daniel (boriiiing). Gente, que personagem! QUE PERSONAGEM MARAVILHOSO O ALEX É.

A história começa com o bonitão na Alemanha, prontinho para voltar ao Brasil. Adorei conhecer mais sobre ele e sua doença. Diferente do Daniel, ele é doce, manso, maravilhoso e estou até agora tentando entender porque a Isabel não enxerga isso. Pois é.

IMG_4610

Logo no começo, você vai achar: Bah! Que livro previsível, tenho certeza do que vai acontecer no final. Não subestime. Fazia tempo que eu não me surpreendia tanto. Outra coisa que me agradou bastante é que não há uma escolha para ser feita, a Isabel não fica naquele dilema de ter que escolher um ou outro, já no começo, fica muito claro sua escolha.

Só uma coisinha voltou a me incomodar: a rapidez com que as coisas acontecem, principalmente no final, a escritora correu tanto que acabou deixando detalhes que enriqueceriam a história pra trás, dando a impressão de que ela queria acabar logo com a história.

Mas amei, amei!

IMG_4611

Ficha do livro:

Título: Antes Que Aconteça

Autora: Juliana Parrini

Editora: Suma de Letras

Páginas: 237

Minha nota para o livro: 4 estrelas.

Oi gente linda! Que saudade do meu cantinho! Vim fazer essa resenha mesmo que as fotos tenham ficado péssimas. Mas a saudade tá grande e eu precisava contar sobre Depois Do Que Aconteceu, minha última leitura. Então, perdoa essa que vos escreve.

IMG_4219

Depois Do Que Aconteceu conta a história da Isabel. Ela está passando por um momento difícil e está há um ano achando que nunca mais vai ser feliz de novo. Mas o que essa moça não esperava era conhecer Daniel Clark. A partir dai uma paixão avassaladora toma o lugar da tristeza e Isabel precisa tomar uma decisão: ficar presa ao passado ou seguir em frente e dar uma segunda chance ao amor?

Bem, eu vi essa capa e foi amor a primeira vista. Esse nacional foi escrito pela carioca Juliana Parrini que teve 7 milhões de leituras na internet. A Suma de Letras arrasou na diagramação, tudo impecável.

IMG_4221

Antes de iniciar essa leitura, eu li muitas resenhas positivas e até mesmo pessoas que iam na livraria, ficavam encantadas com a leitura. Eu demorei bastante pra terminar, pois lia  cerca de 20 páginas por dia, mas o motivo disso, em parte, foi porque o livro não me conquistou.

Acho que a escritora criou sim uma história incrível, mas não soube aproveitar o enredo. As coisas aconteceram repentinamente e com muita rapidez, foi difícil acompanhar sem achar tudo muito surreal e estranho. Isabel está em um período de depressão por causa do abandono do Alex, topa com Daniel sem querer na rua  e pá. Amor a primeira vista. Há um empecilho “grave” pra que eles fiquem juntos, mas o final acaba sendo muito previsível. Uma novela mexicana.

IMG_4220

O Alex – ex namorado da Isabel  foi um personagem que, apesar de aparecer pouco, apenas por lembranças da Isabel, me conquistou demais e foi sua história que me fez ficar presa ao livro.

A Isabel é muito inconstante e bipolar e isso me irritou bastante. Outra coisa que me tirou do sério foi a intensidade do Daniel

IMG_4222

Depois do que aconteceu tem continuação e surpreendentemente tá me conquistando. Daqui uns dias volto para contar sobre…

Por ora é só, docinhos… beijinhos e até a próxima!

op1

Gente estou tão orgulhosa, fui ao cinema assistir Operações Especiais filme que teve cenas gravadas em minha apaixonante cidade, Palmas 😀

O filme gira em torno da Francis, personagem da Cléo Pires, que por conta de uma desilusão amorosa resolve prestar concurso para a polícia civil acreditando que sua atuação não passará de serviço burocrático. Porém para sua surpresa é convocada para participar de uma operação em uma cidade do interior com problemas de criminalidade.

Ela então precisa superar seus limites para provar o seu valor. O grupo formado por policiais honestos são aclamados pela opinião pública. Mas em pouco tempo a aplicação do rigor da lei começa a incomodar a todos e o verdadeiro inimigo se revela.

op2

A cidade apresentada no filme como São Judas do Livramento é fictícia. O filme recebeu R$ 1 milhão da Prefeitura de Palmas para mostrar os cartões postais da cidade e ficou lindo!

Em destaque aparece a vista deslumbrante da cidade pela  Ponte Fernando Henrique Cardoso, o Palácio Araguaia e o Espaço Cultural José Gomes Sobrinho.  Todas as cenas filmadas na cidade tiveram participação de atores tocantinenses.

op3

Filme é estrelado por Cléo Pires, Fabrício Boliveira, Fabíola Nascimento, Marcos Caruso, Thiago Martins e Antônio Tabet.

Gostei muito do filme que além do cenário traz discursões sobre corrupção na polícia, na política e principalmente na sociedade, o machismo e preconceito a toda hora lançados contra a personagem da Cléo, já que ela é a única mulher escalada para a missão tornando seu período de adaptação dentro da instituição uma sucessiva luta para ser aceita, a dura realidade da violência e a temeridade que os policiais enfrentam ao colocar sua vida em risco a cada incumbência.

op6

Neste ponto, Pires conseguiu transmitir toda a adrenalina, medo e tensão que sua missão oferece.  As cenas de ação e perseguição são muito boas. A atuação de Marcos Caruso como o delegado linha dura Paulo Froes também foi um ponto positivo para o filme, suas tiradas são sarcásticas.

Ao meu ver o pecado foi na velocidade da história, tudo acontece muito rápido, sem profundidade nem explicações. O começo do filme serve para contextualizar a escolha da personagem principal em entrar na polícia, o pano de fundo dessa história é a para sempre explorada invasão do morro do Alemão no Rio de Janeiro onde muitos traficantes fugiram para zonas periféricas.

O envolvimento da Francis com o Décio (Fabrício Boliveira) só serviu para uma desnecessária cena da Cléo na cama com uma arma. Assim como o relacionamento dela com a mãe que de tão pouco explorado poderia de ficado de fora.

Em resumo, indico o filme para quem quer ver excelentes cenas de ação, boa narrativa e uma heroína que foge dos padrões convencionais.

Assista o trailer:

Tudo Sobre O Filme

Estreia: 15/10/2015

Gênero: Ação, Crime, Drama

Duração: 116 min.

Origem: Brasil

Direção: Tomás Portella

Classificação: 14 anos


@blogantesdascinco